inclusão de arquivo javascript

 
 

Abadia usava Hello Kitty para enviar ordens

10 de março de 2008 07h48

Segundo análise feita pela DEA, agência antidrogas dos Estados Unidos, as mais de 200 imagens da gatinha japonesa Hello Kitty, encontradas no computador do traficante Juan Carlos Ramirez Abadia, continham mensagens de texto e de voz com ordens para movimentar a cocaína entre os países e sumir com pessoas na Colômbia.

» Justiça rejeita acordo com Abadia
» Mansões são arrematadas por R$ 3,65 mi
» vc repórter: mande fotos e notícias

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a agência ajudou a Polícia Federal porque o Brasil não tinha toda a tecnologia necessária para realizar a investigação. A técnica utilizada pelo traficante é conhecida como esteganografia. A Al Qaeda utilizou esta técnica para preparar os atentados de 2001.

Além de imagens da Hello Kitty, boneca preferida da mulher de Abadia, outro disfarce utilizado pelo traficante eram fotos de crianças.

A descoberta das ordens enviadas através de imagens pode mudar a situação de Abadia no País. Atualmente, ele responde por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e falsificação de documentos.

Redação Terra