inclusão de arquivo javascript

 
 

TCU investiga Dirceu por suposta despesa de cartão

10 de fevereiro de 2008 11h38 atualizado às 11h46

O Tribunal de Contas da União (TCU) estaria investigando a locação de dois carros em abril de 2004 para o uso do então ministro da Casa Civil, José Dirceu, que teria sido paga com cartão corporativo da presidência, de acordo com o Estado de S. Paulo, citando a revista Época.

» Cartão paga almoços de R$ 1 mil
» Berzoini: PT não vai punir Matilde
» Dilma: governo manterá cartões
» Opine sobre o assunto

O TCU investiga se houve fraude em compras feitas pelo governo federal com esses cartões. Segundo a revista, que teve acesso ao relatório de auditoria do órgão e às notas fiscais, a empresa Renaro Locação, supostamente contratada para servir Dirceu, não existiria no endereço fornecido na nota fiscal.

A locadora teria recebido um pagamento, por meio do cartão corporativo, de R$ 4.362,21 pelo aluguel de dois veículos com motorista, entre os dias 16 e 18 de abril de 2004, em São Paulo.

Dirceu negou envolvimento na contratação e acusou a revista de envolvê-lo "em fatos inverídicos". Ele também disse que "com a investigação - apóio todas -, com a irregularidade, com o fato em si nada tenho a ver".

Redação Terra