inclusão de arquivo javascript

 
 

Sexo com jovem em viatura está sob investigação

29 de janeiro de 2008 07h01 atualizado às 07h07

Prefeitura, Corpo de Bombeiros, Ministério Público Estadual e Polícia Civil de Franca, em São Paulo, investigam dois bombeiros e quatro integrantes da Defesa Civil da cidade que teriam mantido relações sexuais com uma adolescente de 16 anos em veículos oficiais, como ambulância e unidades de resgate.

» Leia mais notícias da agência JB

O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Humana anunciou que deverá pedir o afastamento dos bombeiros e dos membros da Defesa Civil envolvidos no caso.

A denúncia chegou na semana passada ao Conselho Tutelar, que levou o caso à polícia. A garota contou aos conselheiros que tinha relações sexuais consentidas com os servidores há pelo menos um ano e que não recebia presentes ou dinheiro em troca. Ela disse ainda que os acusados a buscavam na Vila Santa Luzia, onde mora, e faziam sexo com ela próximo da sua casa, nos veículos oficiais - enquanto um dos rapazes estava no carro com ela, outro vigiava do lado de fora.

O delegado seccional de Franca, Maury de Camargo Segui, afirmou que, se as denúncias forem comprovadas, os funcionários públicos serão denunciados por corrupção de menores e favorecimento da prostituição. A pena para esses crimes é de 12 anos.

Jornal do Brasil
Jornal do Brasil