inclusão de arquivo javascript

 
 

Comlurb recolhe 684 t de lixo na orla do Rio

01 de janeiro de 2008 14h47

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio de Janeiro (Comlurb) divulgou, na tarde desta terça-feira, o balanço da Operação Iemanjá, na orla das praias do Rio de Janeiro, após as festas e cerimônias pelo réveillon de 2008. Foram recolhidas 684,34 t de lixo e detritos. Segundo a Companhia, esse total é 38% superior ao registrado no ano passado. A causa possível é a permanência do público por mais tempo na praia, devido ao bom tempo no último dia do ano.

» vc repórter: mande fotos e notícias
» Leia mais notícias do jornal JB Online

O maior volume de lixo foi registrado em Copacabana, onde as equipes recolheram 264,93 t. Em seguida está a Barra da Tijuca, onde foram recolhidas 141,2 t; e a orla de Ipanema até São Conrado, com 120,17 t. O local com menor quantidade de lixo produzido foi a Penha, com apenas 1,5 t de lixo.

Outros locais onde houve coleta significativa de lixo foram Recreio dos Bandierantes (66,8 t), Botafogo, Urca e Praia Vermelha (6,6 t), Flamengo (13,8 t), Sepetiba e Guaratiba (26,5 t), Paquetá (4,72 t), Parque de Ramos (4,32 t) e Ilha do Governador (33,8 t).

Em comparação com o réveillon de 2007, o montante de lixo e detrito recolhido em Copacabana foi 29% maior. A Barra da Tijuca assumiu o segundo lugar no volume recolhido, 92% superior ao ano passado. O trabalho dos garis durou quatro horas e terminou às 10h.

Além de retirar o lixo, também foram lavadas e desodorizadas pistas e calçadas durante a operação da Comlurb. Em 2006, a companhia removeu 497 t de lixo depois do réveillon. Só em Copacabana foram 205 t. A segunda praia mais suja foi a da Barra da Tijuca, na zona oeste, onde foram encontradas 69 t de lixo.

Jornal do Brasil
Jornal do Brasil