inclusão de arquivo javascript

 
 

"Só roubei, não matei", diz suspeito de roubar turista

26 de novembro de 2007 13h19 atualizado às 22h31

Rodrigo Carvalho Cruz, 20 anos, conhecido como Tico, é suspeito de assaltar o turista. Foto: Paulo Araújo/O Dia

Rodrigo Carvalho Cruz, 20 anos, conhecido como Tico, é suspeito de assaltar o turista
Foto: Paulo Araújo/O Dia

Rodrigo Carvalho Cruz, 20 anos, suspeito de assaltar o italiano Giorgio Morassi, 28 anos, na semana passada, negou, nesta segunda-feira, que seja o responsável pela morte do turista. Segundo as investigações, o estrangeiro morreu atropelado por um ônibus, na avenida Vieira Souto, depois de brigar com o suspeito que havia roubado o cordão de ouro do pai dele.

» Suspeito de assalto se entrega
» Turista morre atropelado
» vc repórter: mande fotos e relatos
» Leia mais notícias do jornal O Dia

O jovem, que foi indiciado por latrocínio, roubo seguido de morte, chegou acompanhado por um pastor evangélico e disse estar arrependido. Ele contou que buscou abrigo em uma igreja evangélica no subúrbio antes de se entregar. Rodrigo confessou ter roubado o italiano e que o cordão de ouro do estrangeiro caiu durante a fuga.

"Eu só roubei, não matei ninguém. Puxei o cordão do pai dele, estava indo embora quando o rapaz que morreu pulou na minha frente. A bicicleta caiu, eu e ele caímos junto, no meio da rua. Eu consegui levantar e ele não", disse Rodrigo, em entrevista ao RJTV.

O Dia
O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.