inclusão de arquivo javascript

 
 

Conselho: jovem presa com 20 homens foi violentada

20 de novembro de 2007 05h57 atualizado às 10h27

A conselheira tutelar de Abaetetuba, no interior do Pará, Diva Andrade, afirmou ontem, em entrevista ao Jornal da Globo que a menina de 15 anos que ficou um mês apreendida na mesma cela da delegacia do município com 20 homens foi estuprada por eles. A confirmação veio, segundo Diva, da própria garota, quando perguntada a respeito.

» PA: jovem fica presa com 20 homens
» vc repórter: Mande fotos e relatos

"Os presos mantiveram relação com você? Ela disse: sim", conta.

A conselheira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na região, Mary Cohen, informou que a entidade pediu o afastamento dos policiais responsáveis pela prisão.

A polícia justificou a apreensão da jovem por um mês dizendo que ela não teria documento de identidade. Ela é acusada de furto.

A garota foi colocada em liberdade depois da visita do Conselho Tutelar. No momento, ela foi deslocada para um abrigo na região metropolitana de Belém.

A secretária de Segurança Pública do Estado, Vera Lúcia Tavares, mandou abrir sindicâncias para apurar o caso. "Vamos apurar o fato de quem a culpa, tanto na Corregedoria da Polícia Civil como na Corregedoria do sistema penal, a maior punição é a exoneração", afirmou.

De acordo com Vera Lúcia, a cadeia da cidade não possui ala feminina porque ela foi destruída durante uma rebelião. A secretária acredita, entretanto, que isso não justifica a atitude dos policiais.

Redação Terra