inclusão de arquivo javascript

 
 

MS: Zeca do PT diz que vai processar promotor

20 de outubro de 2007 14h24 atualizado às 15h06

O ex-governador de Mato Grosso do Sul José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, reclamou nessa sexta-feira do que chamou de "ditadura do Ministério Público" e prometeu processar o promotor Marcos Sottoriva, um dos integrantes da força-tarefa que investiga os gastos em publicidade de seu governo (1999-2006).

» MP: ex-governador definia propina
» MS: Justiça aceita denúncia
» MP: Zeca do PT chefiava esquema
» Opine sobre o assunto

Zeca pretende ingressar com uma ação por danos morais contra Sottoriva. A base da ação serão as declarações dadas pelo promotor à imprensa que, segundo o ex-governador, foram "pré-julgamento sem direito a defesa". O ex-governador não informou se a ação também incluirá os outros cinco promotores que atuam no caso.

Segundo o Ministério Público, Zeca do PT teria comandado um esquema de desvio de dinheiro público que pode ter movimentado R$ 30 milhões através de gastos com publicidade.

Este mês o ex-governador, junto com empresários e ex-servidores, o ex-governador foi denunciado em ações criminais por crimes de peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso. Os promotores que investigam o caso também entraram com um processo civil pedindo a indisponibilidade de seus bens e a quebra de seu sigilo bancário e de outros acusados.

"O Ministério Público está excedendo as atribuições da Constituição Federal, tem promotor fazendo o papel de polícia e de juiz, é uma ditadura e tem que ter um limite", disse.

Redação Terra