inclusão de arquivo javascript

 
 

Brasil vai voltar a produzir armas de guerra, diz Lula

16 de setembro de 2007 11h42 atualizado às 11h56

O Brasil quer recomeçar a construir suas usinas de material de guerra e aperfeiçoar sua capacidade de fabricar armas. Por esse motivo o País está comprando material militar, de acordo com entrevista do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao jornal espanhol El Pais, publicada neste domingo.

» Não abandonarei a política, afirma Lula
» Opine sobre o assunto

"Nos anos 70, tínhamos usinas modernas que fabricavam blindados. Mas elas foram destruídas. O Brasil deve voltar a ter tudo o que tinha e recomeçar a construir suas usinas de material de guerra", declarou Lula.

O Brasil vem multiplicando suas iniciativas para reforçar sua potência militar, modernizando seus submarinos, fabricando mísseis com a África do Sul, comprando aviões usados, ou ainda relançando seu programa nuclear

O presidente brasileiro, no entanto, desmentiu que este reforço (o Brasil pretende aumentar 50% seus gastos militares no próximo ano) tenha alguma relação com as compras de armas realizadas por um de seus vizinhos, a Venezuela. Lula disse ainda que o "orçamento militar do Brasil é pequeno", ressaltando que há duas vezes mais militares na reserva do que na ativa.

Lula chegou na noite de sexta-feira à Espanha para uma visita oficial, mas os assuntos principais de sua agenda no país serão discutidos na segunda-feira.

AFP
AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.