inclusão de arquivo javascript

 
 

"Vou provar que não sou um monstro", diz ator

05 de julho de 2007 12h19 atualizado às 15h22

Rômulo Arantes Neto deixa a 15ª DP, no Rio, após prestar depoimento. Foto: Paulo Araujo /O Dia

Rômulo Arantes Neto deixa a 15ª DP, no Rio, após prestar depoimento
Foto: Paulo Araujo /O Dia

O ator Rômulo Arantes Neto, protagonista da novela Malhação, da TV Globo, depôs hoje na 15ª Delegacia de Polícia (Gávea), no Rio de Janeiro, e afirmou que vai "provar que não é um monstro".

» Veja fotos
» Ator de Malhação é indiciado
» Opine sobre o assunto

Rômulo deixou a delegacia afirmando que o objetivo da prostituta, identificada como Fabiane, é aparecer em cima de sua fama. Ele afirmou que vai provar sua inocência. "Vou provar para vocês que não sou esse monstro".

Segundo a delegada Márcia Julião, que ouviu o ator, ele negou que tenha agredido a garota de programa, mas admitiu que realmente se enganou quando pegou a prostituta e os travestis. De acordo com a delegada, Rômulo teria dito que os homossexuais pareciam duas mulheres muito bonitas.

Márcia disse que o ator contou que ofereceu R$ 50 para a prostituta, mesmo sem concluir o programa, e a mulher acabou provocando a confusão porque queria R$ 150.

Rômulo chegou de carro pelos fundos da delegacia, acompanhado dos advogados, às 11h. Ele deixou o local por volta de 13h30.

O ator e o colega de trabalho Lui Mendes, além de um amigo, são suspeitos de agredir uma garota de programa ontem após uma confusão no Motel Vip's, em São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro.

A garota foi à delegacia e contou que estava num bar em Copacabana, quando ela e dois travestis foram convidados pelos três jovens a entrar no carro de Rômulo, um Audi A3. A garota de programa confirmou a briga no motel. Fabiane contou ainda que teria sido empurrada para fora do carro pelos atores depois de deixar o motel e seus sapatos e a bolsa ficaram no veículo.

Redação Terra