inclusão de arquivo javascript

 
 

Controladores protestam em defesa de colega

04 de junho de 2007 10h04 atualizado às 10h36

Cerca de 25 controladores de vôo protestam nesta manhã, na Câmara dos Deputados, em defesa do colega Jomarcelo Fernandes dos Santos. Ele foi acusado pelo Ministério Público Federal por homicídio doloso eventual por ter deixado o posto de comando no Cindacta 1, em Brasília, no dia do acidente com o avião da Gol, sem avisar seu substituto - Lucivando Tibúrcio de Alencar - de irregularidade na rota do jato Legacy. Os controladores têm placas com o nome de Jomarcelo.

» Controlador diz que não errou
» Controladores culpam sistema
» CPI ouve no Senado controladores de vôo
» CPI: controlador diz que não é 'Bin Laden'

"Nossa intenção é demonstrar que todos os controladores têm relação com Jomarcelo", disse o 3º sargento Carlos Eduardo Alves da Silveira, que participa do protesto organizado pela Associação Brasileira dos Controladores de Tráfego Aéreo (ABCTA), à Agência Câmara.

A CPI da Crise Aérea ouve hoje Jomarcelo e os outros três controladores denunciados pelo Ministério Público Federal - Felipe dos Santos Reis, Leandro José Santos Barros e Lucivando Tibúrcio de Alencar.

A reunião será aberta, apesar do pedido da defesa dos controladores para que fosse reservada, uma vez que os depoentes não estão dispostos a responder às perguntas. A idéia é que apenas Lucivando Tibúrcio de Alencar fale e outros se reservem o direito de ficar em silêncio.

Redação Terra