inclusão de arquivo javascript

 
 

Bimotor cai na via Dutra em SP e deixa 2 mortos

15 de maio de 2007 09h16 atualizado às 18h10

O avião saiu do Campo de Marte e deveria pousar em Guaratinguetá. Foto: Jorge Azeredo/vc repórter

O avião saiu do Campo de Marte e deveria pousar em Guaratinguetá
Foto: Jorge Azeredo/vc repórter

Um avião bimotor, modelo Sêneca, prefixo PT-VLC, caiu às 8h37 de hoje no km 66 da rodovia Presidente Dutra, na altura de Guaratinguetá, no vale do Paraíba, São Paulo. Duas pessoas morreram. As vítimas são os pilotos José Gerônimo Rodrigues, 58 anos, e Edson Júlio, 30 anos.

» Veja mais fotos
» Assista o vídeo
» vc repórter: Mande fotos e notícias
» CORREÇÃO: Bimotor cai na Dutra e deixa 2 mortos

A aeronave havia saído do Campo de Marte, em São Paulo, em direção à escola especializada da Aeronáutica em Guaratinguetá. No local seria realizada uma reunião para tratar da revisão do aparelho. O piloto teria tentado fazer um pouso forçado na rodovia a 4 km do local onde iria pousar.

O avião, que estava no nome da empresa Alcatéia Engenharia, de propriedade de José Gerônimo Rodrigues, atingiu um veículo na hora da queda, mas as duas pessoas que estavam no carro não sofreram ferimentos. O automóvel, um Gol de placas de Lorena, que faz divisa com Guaratinguetá, conseguiu frear na frente da asa da aeronave.

Douglas da Silva, 23 anos, que saiu de São Paulo com destino ao Rio de Janeiro, teve de frear porque viu um pedaço do avião caindo na frente dele. O motorista conseguiu parar no acostamento sem sofrer ferimentos.

A rodovia chegou a ser interditada em ambos os sentidos na altura de Guaratinguetá, mas já foi liberada. Foi registrado 2 km de congestionamento em direção ao Rio e 4 km no sentido São Paulo. Mas as 13h o trânsito já tinha sido normalizado.

A Nova Dutra abriu um desvio por dentro da cidade de Guaratinguetá para os motoristas que trafegam pela região. Quem segue no sentido São Paulo deve acessar a cidade pelo trevo do km 65 e sair no km 67 da rodovia. No sentido Rio, o motorista deve entrar no km 67 e sair no km 65 da via Dutra.

De acordo com o subchefe da superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Estado de São Paulo, Ricardo Siqueira Mendes, os corpos foram levados para o IML de Guaratinguetá.

O acidente mobilizou o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e soldados do Exército de Taubaté, que foram chamados para auxiliar a PRF.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), tanto a documentação do piloto quanto a da aeronave não apresentavam irregularidades. O acidente será investigado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa).

Redação Terra