inclusão de arquivo javascript

 
 

Kassab: "me descontrolei, fiquei indignado"

05 de fevereiro de 2007 19h21 atualizado às 21h58

Prefeito se irritou com gritos do manifestante. Foto: Reprodução

Prefeito se irritou com gritos do manifestante
Foto: Reprodução

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, admitiu que se descontrolou ao expulsar um manifestante que protestava em uma unidade de saúde na manhã desta segunda-feira. Em entrevista à rádio CBN, Kassab disse se irritou porque várias pessoas pediram que o homem parasse de gritar e ele não obedeceu. "Me descontrolei, fiquei indignado", declarou o prefeito.

» Veja o vídeo
» Kassab expulsa manifestante
» Opine sobre o caso

Segundo Kassab, o protesto de Kaiser Paiva Celestino da Silva contra a Lei Cidade Limpa, que proíbe publicidade externa na cidade, estava piorando o estado de saúde das pessoas que estavam sendo atendidas na unidade. "Os idosos ficaram aflitos", justificou Kassab.

"Nunca vi uma manifestação política dentro de uma unidade de saúde pública", afirmou. O prefeito admitiu que foi "duro" contra o manifestante, que se disse prejudicado pela lei, e que preferia tê-lo ouvido primeiro. Mas reiterou: "ele deve um pedido de desculpas".

Ainda segundo Kassab, Kaiser não tinha consulta agendada e ele e a família estão cadastrados em outra unidade de saúde da cidade. "Ele não foi lá para fazer consulta".

Redação Terra