inclusão de arquivo javascript

 
 

Aeronáutica admite existência de "fantasmas" nos radares

19 de dezembro de 2006 17h54 atualizado às 19h42

O brigadeiro Ramón Borges Cardoso admitiu nesta terça-feira que os radares de Brasília podem apresentar falhas. Ele representou o comando da Força Aérea Brasileira (FAB) em audiência pública realizada hoje pela Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado. As informações são da Rede Globo.

» Erros no sistema podem provocar choque de aviões

Segundo o brigadeiro, o equipamento cria, por dia, 30 "fantasmas", aviões que não existem e aparecem na tela dos controladores. Ele disse que os "fantasmas" equivalem a 1% dos aviões que passam por Brasília. O brigadeiro explicou ainda que o problema não é no programa de computador do Cindacta 1 e que técnicos estão tentando consertar o radar.

O programa Fantástico divulgou no último somingo boletins que dizem respeito a eventos ocorridos sobre a área coberta pelo Cindacta 1, em Brasília. Relatório do dia 10 de dezembro mostra que o radar registrou naquele dia 28 duplicações ou multiplicações de vôos.

Cardoso reconheceu ainda que a pane no sistema aéreo, no início do mês, aconteceu porque não existe equipamento reserva.

Redação Terra