inclusão de arquivo javascript

 
 

Mulher que levou seis tiros diz que não morreu por milagre

11 de novembro de 2006 14h27 atualizado às 16h02

A mulher que levou seis tiros na cabeça, disparados pelo ex-marido, disse que não morreu por milagre. Patrícia Gonçalves Pereira, 21 anos, hoje acordou cedo e afirmou a repórteres que passou uma noite tranqüila.

» Mulher recebe seis tiros na cabeça e não morre

"Tenho certeza que foi um milagre, se não, não estaria viva agora", afirmou. Patrícia levou sete tiros, seis na cabeça e um na mão. A mulher, que tem uma filha com o ex-marido que a alvejou, ainda tem cinco projéteis alojados na cabeça. "As balas não estão incomodando, mas deixam a gente um pouco surda", contou ela.

Patrícia foi atendida ontem na Santa Casa de Montes Claros, em Minas Gerais, depois de ter sido baleada pelo ex-marido José Ferreira Bastos. A radiografia mostrou que nenhuma das balas perfurou o crânio, ficando sob o couro cabeludo, e a vítima, que deixou o hospital ontem mesmo, não deverá ficar com seqüelas.

Redação Terra