inclusão de arquivo javascript

 
 

Avião da Gol desaparece depois de colidir com outra aeronave

29 de setembro de 2006 20h46 atualizado em 30 de setembro de 2006 às 03h22

O Boeing 737 é um dos mais bem sucedidos da aviação. Foto: Reuters

O Boeing 737 é um dos mais bem sucedidos da aviação
Foto: Reuters

Um avião de passageiros da Gol, vôo 1907, que saiu de Boa Vista com escala em Manaus, Belém e Brasília e destino ao Rio de Janeiro, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), teria sumido do radar de controle do sistema aéreo nacional. As informações iniciais dão conta de que haviam 155 passageiros, mas ainda não se sabe o número exato de pessoas a bordo. Segundo informações preliminares, o avião teria colidido em pleno vôo com outra aeronave de pequeno porte, modelo Legacy, fabricada pela Embraer.

» Gol divulga lista de passageiros do vôo 1907
» Rádio amador comunicou acidente com Boeing
» Jato que teria batido em Boeing custa US$ 24 mi
» Relembre os desastres aéreos que marcaram o Brasil
» Veja rota do avião
» Boeing 737 é um dos mais bem sucedidos da aviação

O gerente de imprensa da Infraero comunicou que logo após o desaparecimento do avião da Gol, uma aeronave de reconhecimento eletrônico da Força Aérea Brasileira, capaz de detectar metais em terra, em regiões de selva, e de voar em situações de alto risco, decolou para tentar localizar o avião.

Segundo a Infraero a área que estão monitorando é de um raio de 30 quilômetros. A direção da Infraero está esperançosa já que moradores de São Felix do Xingu, fronteira do Mato Grosso com o Pará, avistaram um avião de grande porte voando baixo, mas não houve relatos de explosão. O avião modelo Legacy, de propriedade de uma empresa norteamericana, que teria se chocado com o avião da gol, fez contato com a torre de controle de tráfego aéreo de Manaus para avisar do ocorrido e pousou.

Em nota, a Gol informa que o vôo 1907, partiu do aeroporto de Manaus, às 15h35 (horário de Brasília) desta sexta-feira, e tinha chegada prevista ao aeroporto de Brasília, às 18h12.

A GOL divulgará mais informações assim que estiverem disponíveis. O ministro da Defesa, Waldir Pires, disse em entrevista à Rede Bandeirantes que ainda não tem informações concretas sobre o acidente. Informou que dois aviões com radares eletrônicos estão sobrevoando a região. O ministro relatou que aeronaves modelos L99 e C130 da Força Aérea Brasileira tem grandes possibilidades de localizar o avião.

O Legacy teria pousado com a asa avariada em um campo de provas da Força Aérea Brasileira, na Serra do Cachimbo, no Pará. O boeing 737, vôo 1907 da companhia, teria caído no Pará, segundo a Globonews. A aeronave deveria ter chegado ao seu destino às 18h de hoje.

Segundo informações da Globonews, a empresa está conduzindo parentes e amigos dos passageiros até um prédio ao lado do aeroporto de Brasília. A Gol deve fazer um pronunciamento oficial assim que conseguir contactar todos os parentes.

A Força Aérea já enviou equipes de busca para encontrar o avião.

Confira comunicado ofical da Infraero, Anac e Aeronáutica

A GOL informa que o vôo 1907, que partiu hoje às 15h35 (horário de Brasília) do aeroporto de Manaus e tinha chegada prevista às 18h12 ao aeroporto de Brasília, não teve o pouso confirmado até o momento. O último contato com a aeronave ocorreu às 17h00. O Boeing 737-800 foi recebido novo do fabricante no último dia 12 de setembro e tem apenas 200 horas de vôo. Embarcaram 155 pessoas, das quais 149 eram passageiros e 6, tripulantes. Estamos aguardando informações oficiais das autoridades aeronáuticas sobre o vôo. A GOL divulgará mais informações assim que estiverem disponíveis. A empresa faz questão de manter a transparência com os familiares, a imprensa e o público em geral. Os familiares dos passageiros dispõem do seguinte telefone gratuito para obter informações adicionais: 0800-2800749

Redação Terra