inclusão de arquivo javascript

 
 

Ex-fiéis vão à Justiça pedir indenização de igrejas

05 de julho de 2006 10h11 atualizado às 10h22

Cansados de depositar fé e recursos e esperar a providência divina, ex-fiéis desapontados cobram na Justiça indenizações por danos morais e materiais. Os casos estão nas estantes de fóruns e do Tribunal de Justiça de São Paulo esperando da lei dos homens uma sentença.

Conforme o jornal Folha de S.Paulo, um fiel da Igreja Universal do Reino de Deus ouviu do pastor que, se tivesse fé, não cairia do telhado que consertaria no templo da igreja. Caiu, teve politraumatismo e requereu R$ 356,2 mil de indenização. O pedido foi julgado procedente.

Outro casal de ex-freqüentadores da Universal reclama na Justiça de terem vendido bens, como apartamentos e carros, em troca de prosperidade financeira que não foi alcançada.

Já um católico cobra a devolução de R$ 1,5 mil pagos para o casamento. Ele pediu o cancelamento dizendo que o padre interferia nos preparativos. O pároco se negou a devolver o dinheiro, e o caso foi à Justiça. Ele quer R$ 5 mil por danos. O pedido foi considerado procedente, mas a igreja apelou.

"É muito difícil provar que o fiel é ingênuo e foi induzido. Fé não pode ser mensurada", disse ao jornal Adriano Ferriani, professor da PUC-SP e especialista em responsabilidade civil.

Redação Terra