inclusão de arquivo javascript

 
 

Relator de CPI pode atenuar caso Santo André

05 de junho de 2006 06h25

O relator da CPI dos Bingos, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), adimitiu ontem que poderá tirar de suas conclusões finais pedidos de indiciamento relativos ao assassinato do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel (PT).

Com isso, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo, Alves atenderia ao desejo da bancada governista e excluiria da lista de possíveis indiciados o chefe-de-gabinete do presidente da República, Gilberto Carvalho.

Na semana passada, a assessoria do relator informou que relatório preliminar da CPI, elaborado por consultores do Senado, reunia indícios suficientes para Alves solicitar o indiciamento de Carvalho.

Segundo os irmãos de Celso Daniel, o chefe-de-gabinete lhes revelou que costumava levar à sede do PT dinheiro arrecadado de forma ilegal na prefeitura de Santo André, durante a gestão de Daniel. Gilberto Carvalho desmente a acusação. Mas Garibaldi diz que ainda não leu todo o relatório:

"Dei só uma olhada, mas vou tentar terminar de lê-lo na segunda-feira (hoje)", disse o relator. Garibaldi Alves defende o indiciamento do presidente do Sebrae e amigo pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Paulo Okamotto, por suposto envolvimento em esquema de caixa dois em prefeituras do PT no interior de São Paulo.

Redação Terra