6 eventos ao vivo

Inpe: focos de incêndio aumentam 85% no Brasil em 2010

13 ago 2010
16h18
atualizado às 16h56

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontou que o Brasil tem 85% mais focos de incêndio quando se comparam os períodos de 1º de janeiro a 12 de agosto deste ano e do ano passado. Em 2010, o País registrou 25.999 pontos de queimadas, enquanto no ano anterior os dados mostravam 14.019 focos. Em 2008, foram registrados 17.725 pontos de calor na mesma época.

O Estado recordista em queimadas neste ano é Mato Grosso, com 6.693 registros entre 1º de janeiro e 12 de agosto. Tocantins aparece logo em seguida, com 4.210 incêndios. Dados das últimas horas demonstram a situação: entre o início da madrugada do dia 12 e as 16h30 desta sexta-feira, o Brasil acumulou 15.183 focos de incêndio. No mês de agosto foram 7.093.

Segundo o Climatempo, nesta época do ano, um pequeno foco de queimada pode se alastrar de forma acelerada e em proporções que saem do controle, devido ao predomínio do tempo seco que marca a estação de inverno em grande parte do Brasil. Muitas localidades do Centro-Oeste, do Sudeste, do sul da Região Norte e do interior do Nordeste estão há cerca de três meses sem chuvas.

A previsão é que a frente fria desta semana, que mudou o tempo na Região Sul, não consiga levar chuva para a maioria das áreas do País, mas deve trazer um pouco de alívio com o aumento da umidade e a diminuição do calor em parte do Centro-Oeste.

Segundo os dados do Inmet, nesta semana, a temperatura máxima em Campo Grande ficou em torno de 33ºC e a menor umidade registrada foi na quarta-feira, com apenas 16%. Em Cuiabá, no mesmo período, a temperatura máxima ficou em torno de 37ºC, com menor umidade de 29% registradas na terça e na quinta-feira.

Fonte: Redação Terra
publicidade