0

Homem com suspeita de ebola teve contato com 64 brasileiros

Essas pessoas são consideradas "sob risco" já que o paciente agora não apresenta sintomas

10 out 2014
12h35
atualizado às 17h21
  • separator
  • comentários

As autoridades de saúde identificaram 64 pessoas que podem ter entrado em contato nos dois últimos dias com o guineano Souleymane Bah, internado nesta sexta-feira no Rio de Janeiro com suspeita de ter contraído o ebola, embora não tenha voltado a apresentar sintomas.

<p>Bah foi internado hoje no Rio de Janeiro no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, onde foram feitos exames de sangue</p>
Bah foi internado hoje no Rio de Janeiro no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, onde foram feitos exames de sangue
Foto: Mauro dos Santos / Reuters

Leia também: Saiba quais são os sintomas do ebola

O paciente, de 47 anos, foi na quinta-feira a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de Cascavel, no Paraná, relatando que na quarta-feira tinha tido febre, tosse e dor de garganta, disse o ministro da Saúde, Arthur Chioro, em entrevista coletiva.

As autoridades informaram que identificaram 64 pessoas que entraram em contato com o paciente, 60 delas no centro médico de Cascavel, entre eles três médicos e enfermeiros que lhe atenderam diretamente e os outros quatro são dois casais que moram no mesmo domicílio onde Souleymane se alojava.

Essas pessoas são consideradas "sob risco" já que o paciente agora não apresenta sintomas, embora as autoridades monitorem sua temperatura uma vez ao dia, enquanto os três funcionários de saúde que trataram do paciente terão a temperatura medida duas vezes ao dia, segundo o ministro.

Os sintomas de Bah se apresentaram no 20º dia depois de sua saída da Guiné, dentro do prazo de incubação da doença, que é de 21 dias.

Desde a tarde da quinta-feira, quando Bah chegou ao ambulatório, não voltou a apresentar sintomas e sua temperatura é normal, embora por proceder da Guiné, um dos países mais afetados pelo ebola, e por se encontrar dentro do período de incubação, foi considerado como um caso "suspeito".

Ebola: "destacamos o atendimento eficaz", dizem especialistas

Bah foi internado hoje no Rio de Janeiro no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, onde foram feitos exames de sangue, que serão enviadas para análise a um laboratório da mesma instituição situado em Belém, no Pará.

O Evandro Chagas de Belém é um laboratório público de referência internacional para febres hemorrágicas.

O resultado dos testes será conhecido em um prazo máximo de 24 horas, segundo o ministro, que revelou que também foi feito um teste para malária no paciente, que deu negativo.

Chioro disse que "todos os protocolos foram aplicados", e a resposta das autoridades foi "um sucesso" e o isolamento da UPA de Cascavel foi feita de forma "adequada".

O governo notificou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O Ministério da Saúde divulgará um novo boletim às 18h, mas a essa hora não se prevê que ainda se possa saber o resultado do teste de sangue.

Foto: Arte Terra

Foto: Arte Terra

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade