0

Governo define propostas para ONU sobre prevenção ao crime

15 jan 2010
11h29
atualizado às 12h28

Os ministérios da Justiça e das Relações Exteriores concluem nesta sexta-feira o relatório a ser apresentado durante o 12º Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal, em abril, em Salvador (BA).

De acordo com o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, as propostas incluem uma ampliação do combate ao crime em outros países espelhada no Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci).

"É um projeto inovador, que já tivemos a oportunidade de apresentar a vários países e que tem sido muito aplaudido. Você alia a questão da repressão a políticas sociais, o que permite ao indivíduo ter a oportunidade de se reinserir na comunidade e não ficar refém do tráfico", disse.

Outra proposta brasileira trata da recuperação de ativos no âmbito daOrganização das Nações Unidas (ONU). Para o secretário, o corte do fluxo financeiro poderia agilizar o combate efetivo ao crime organizado.

"O grande objetivo nosso é fazer com que os países-membros da ONU possam consagrar aquilo que o País já conseguiu com sucesso, que é criar uma área específica para fazer essa cooperação agilizada, trocando informações provocadas pela Justiça, pelo Ministério Público e pela polícia com alguma autoridade central de outro país", afirmou. Depois de finalizado, o documento será encaminhado ao Escritório das Nações Unidas em Viena (Áustria) e debatido.

Veja também:

Agência Brasil Agência Brasil
publicidade