0

Fecundidade cai em favelas do Rio e bairros pobres de SP

2 jul 2011
07h48
atualizado às 07h51

Dados do Censo 2010 apontam queda na taxa de fecundidade nas maiores favelas do Rio de Janeiro e em distritos pobres de São Paulo. Na capital fluminense, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população de 0 a 4 anos caiu pela primeira vez no Complexo do Alemão (-22%), na Maré (-17%) e na Rocinha (-6%). Na década de 1990, o movimento era de crescimento dessa população em todas as favelas. Apesar de não ser possível analisar bairros ou favelas paulistanos, a comparação por distrito mostra que mesmo aqueles com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) já registram queda na fecundidade. As informações são do jornal Folha de S.Paulo .

Entre os distritos mais pobres de São Paulo que registraram queda na população de 0 a 4 anos estão Grajaú (-25%), na zona sul, Jardim Helena (-33%) e Lajeado (-29%), na zona leste. Apesar da queda na fecundidade, houve crescimento populacional em algumas áreas carentes, como a Rocinha (aumento de 23%). Segundo o IBGE, o fenômeno é explicado pela mudança de famílias para o local. Antes restrita apenas às áreas mais ricas, a queda de fecundidade já é uma realidade nas regiões carentes. O aumento da escolaridade e da renda e um maior acesso a serviços de saúde entre as mulheres mais pobres são causas prováveis dessa diminuição.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade