0

Fecundidade cai em favelas do Rio e bairros pobres de SP

2 jul 2011
07h48
atualizado às 07h51

Dados do Censo 2010 apontam queda na taxa de fecundidade nas maiores favelas do Rio de Janeiro e em distritos pobres de São Paulo. Na capital fluminense, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população de 0 a 4 anos caiu pela primeira vez no Complexo do Alemão (-22%), na Maré (-17%) e na Rocinha (-6%). Na década de 1990, o movimento era de crescimento dessa população em todas as favelas. Apesar de não ser possível analisar bairros ou favelas paulistanos, a comparação por distrito mostra que mesmo aqueles com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) já registram queda na fecundidade. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Entre os distritos mais pobres de São Paulo que registraram queda na população de 0 a 4 anos estão Grajaú (-25%), na zona sul, Jardim Helena (-33%) e Lajeado (-29%), na zona leste. Apesar da queda na fecundidade, houve crescimento populacional em algumas áreas carentes, como a Rocinha (aumento de 23%). Segundo o IBGE, o fenômeno é explicado pela mudança de famílias para o local. Antes restrita apenas às áreas mais ricas, a queda de fecundidade já é uma realidade nas regiões carentes. O aumento da escolaridade e da renda e um maior acesso a serviços de saúde entre as mulheres mais pobres são causas prováveis dessa diminuição.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade