2 eventos ao vivo

FAB usa aviões sem piloto pela primeira vez para vigiar fronteiras

18 out 2012
18h39
atualizado às 21h10
  • separator

A Força Aérea do Brasil (FAB) usou na quarta-feira, pela primeira vez, aviões não tripulados na vigilância da fronteira com a Bolívia. Os militares utilizaram duas unidades do Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant) em uma operação de treinamento conjunta realizada com a Polícia Rodoviária Federal nas imediações da cidade de Cáceres, no Mato Grosso.

As imagens feitas pelos Vants permitiram à polícia interceptar um veículo suspeito que tentou fugir de uma barreira montada pelo Exército em uma estrada, segundo um comunicado da FAB.

O exercício ocorreu no marco da Operação Ágata VI, que mobilizou, rumo às fronteiras com o Peru e a Bolívia, cerca de 7,5 mil soldados para reforçar as operações contra o narcotráfico e o contrabando.

Os Vants têm uma autonomia de voo de 16 horas e podem filmar imagens em alta resolução de dia e de noite de uma altitude de 5,5 mil m.

Participam da Operação Agata VI soldados do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, que contam com apoio de caças-bombardeiros, helicópteros de combate, lanchas de patrulha e blindados.

As tropas foram deslocadas ao longo dos 4.216 km de fronteiras amazônicas com o Peru e a Bolívia e calcula-se que permanecerão ali durante duas semanas.

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
EFE   
publicidade