2 eventos ao vivo

Com carros 'anfíbio', Marinha faz operação conjunta com 6 países

Países são Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

26 set 2013
22h35
atualizado em 8/10/2013 às 15h38
  • separator
  • comentários

Junto com os outros seis Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) - Angola, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste - o Brasil, realiza a Operação Felino 2013, coordenada pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, do Ministério da Defesa, e executada pela Marinha do Brasil.

Durante duas semanas, do dia 16 a 27 de setembro, uma série de situações simuladas são apresentadas para treinamento do pessoal envolvido, para preparar as Forças Armadas
Durante duas semanas, do dia 16 a 27 de setembro, uma série de situações simuladas são apresentadas para treinamento do pessoal envolvido, para preparar as Forças Armadas
Foto: Marinha do Brasil / Divulgação

Durante duas semanas, do dia 16 a 27 de setembro, uma série de situações simuladas são apresentadas para treinamento do pessoal envolvido, para preparar as Forças Armadas participantes da CPLP para o eventual emprego em Operações de Paz e Assistência Humanitária, sob a proteção da Organização das Nações Unidas (ONU).

Em 2013, aproximadamente 1 mil militares da Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira e dos demais países da CPLP participam das ações.

Países simulam exercício
Os exercícios foram ambientados em um cenário fictício de disputa territorial entre dois países de língua portuguesa: o Verde e o Amarelo.

Após acordos internacionais, fica decidido que esse território passa a pertencer ao país Amarelo, que indenizará a população Verde instalada no local. No entanto, o acordo não é cumprido em sua totalidade, gerando insatisfação em grupos radicais de Amarelo e instabilidade entre os países. Faz-se necessária, então, a intervenção da ONU, que convida os Estados-membros da CPLP para integrar uma Força de Paz, liderada pelo Brasil.

Na manhã de segunda-feira, na praia de Itaoca (ES), oito carros Lagarta Anfíbio (CLAnf) participaram da ação. Eles fazem parte da Força de Fuzileiros da Esquadra.

Os carros Lagarta Anfíbio vencem ondas de até três metros de altura e embarcam 22 militares equipados e armados.

Os carros possuem dois armamentos para proteção individual - uma metralhadora .50 e outra metralhadora 40 milímetros. Os veículos já foram empregados em sete operações de apoio a Segurança Pública do Rio de Janeiro.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade