0

Espionagem destaca urgência de o Brasil ter seu satélite, diz Defesa

Autoridades temem que dados sigilosos tenham sido espionados após denúncia de que os Estados Unidos monitoraram telefonemas e e-mails

15 jul 2013
09h44
atualizado às 10h17
  • separator
  • comentários

As Forças Armadas reafirmaram a necessidade de o Brasil dispor de seu próprio satélite de comunicação militar depois das denúncias de que o governo americano violou de telefonemas e transmissão de dados de empresas e cidadãos brasileiros. Atualmente, o País depende de empresas estrangeiras para estabelecer canais de comunicação via satélite dentro do próprio território e, para dar conta da demanda, aluga os equipamentos ao custo anual de mais de R$ 100 milhões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Após 30 anos de desenvolvimento, Brasil quer lançar satélite em 2015

O Ministério da Defesa tratou da necessidade de acelerar esse investimento em reuniões oficiais nos últimos dias. O governo espera que o episódio seja decisivo para evitar novos atrasos na licitação para a construção do satélite, que está em andamento e - em uma nova estimativa otimista - deve ficar pronto e entrar em operação em abril de 2016. Em 2009, quando foi mais uma vez prometida a construção do satélite geoestacionário brasileiro, a previsão era que sua entrada em operação ocorreria em 2014, ao custo de R$ 700 milhões (na época). Agora, a expectativa de gastos já ultrapassa o R$ 1 bilhão.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade