Em nota, UFSM decreta luto e suspende aulas por três dias

27 jan 2013
16h45
atualizado às 18h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em nota oficial, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) decretou luto por 30 dias pela morte de estudantes no incêndio em uma boate da cidade. Todas as atividades acadêmicas foram suspensas por três dias letivos e serão retomadas somente na quinta-feira. 

Está em Santa Maria? Envie fotos, vídeos e relatos da tragédia
Incêndio em boate deixa 232 mortos em Santa Maria

"Consternados pela tragédia que se abateu sobre nossos jovens, a reitoria, em nome de toda a comunidade acadêmica da UFSM, torna pública a sua profunda tristeza, solidarizando-se com os familiares das vítimas neste momento de dor. Sentimos muito que, em meio a um momento de festa, a tranquilidade de pais, irmãos e amigos seja interrompida pela notícia de uma fatalidade dessa dimensão", divulgou a instituição.

No comunicado, a reitoria da UFSM disse que colocou à disposição das famílias os seus recursos, tanto pelo Hospital Universitário, quanto por meios para transporte, comunicação, pessoal da área de assistência social, atendimento psicológico e espaço físico da instituição. 

A UFSM convocou ainda todos os psicólogos e assistentes sociais do quadro de servidores da instituição para que compareçam ao Centro Desportivo Municipal de Santa Maria (RS) com o objetivo de prestar auxílio aos envolvidos e seus familiares. Os servidores da UFSM do campus de Frederico Westphalen (RS) também estão em deslocamento até o local.

 

Incêndio em casa noturna
Um incêndio de grandes proporções deixou mais de 230 mortos na madrugada deste domingo em Santa Maria (RS). O incidente, que começou por volta das 2h30, ocorreu na Boate Kiss, na rua dos Andradas, no centro da cidade. O Corpo de Bombeiros acredita que o fogo iniciou com um sinalizador lançado por um integrante da banda que fazia show na festa universitária.
 
Segundo um segurança que trabalhava no local, muitas pessoas foram pisoteadas. "Na hora que o fogo começou foi um desespero para tentar sair pela única porta de entrada e saída da boate e muita gente foi pisoteada. Todos quiseram sair ao mesmo tempo e muita gente morreu tentando sair", contou. O local foi interditado e os corpos foram levados ao Centro Desportivo Municipal, onde centenas de pessoas se reuniam em busca de informações.
 
A prefeitura da cidade decretou luto oficial de 30 dias e anunciou a contratação imediata de psicólogos e psiquiatras para acompanhar as famílias das vítimas. A presidente Dilma Rousseff interrompeu viagem oficial que fazia ao Chile e foi até a cidade, onde se reuniu com o governador Tarso Genro e parentes dos mortos.
 

 

Veja também:

Wrangler Rubicon 392, o mais capaz e poderoso Jeep da história
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade