0

Cúpula Social do Mercosul abre semana dedicada ao bloco regional

Renata GiraldiRepórter da Agência BrasilBrasília - Criada em 2006 para ampliar e fortalecer a participação da sociedade no processo de integração regional, a 14ª Cúpula Social do Mercosul começa hoje (4) em Brasília e vai até quinta-feira (6). A proposta é discutir com integrantes do governo, dos parlamentos e da sociedade civil a economia solidária, os direitos humanos, as questões de gênero, o desenvolvimento sustentável e social relativos à integração regional.A abertura da cúpula será às 18h com os ministros Antonio Patriota e Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), no Museu Nacional. Na quinta-feira (6) haverá a reunião dos ministros da Economia e das Relações Exteriores, além dos presidentes de bancos centrais do Mercosul - de integrantes, países associados e convidados. Paralelamente ocorre o Fórum Empresarial do Mercosul que deve reunir mais de 300 empresários da região.Patriota, na manhã do dia 6, oferece um café da manhã. Depois, há a reunião seguida por um almoço, e à tarde será retomada a discussão.Os ministros e presidentes de bancos centrais discutem medidas para incentivar o comércio e incrementar a economia da região. O encerramento da reunião está previsto para as 18h.De 2007 a 2011, as exportações intrarregionais aumentaram 58,44%, e o intercâmbio comercial do bloco com o mundo cresceu 53,82%. O Mercosul é considerado uma potência agrícola, por ser o maior exportador líquido mundial de açúcar e o maior produtor e exportador mundial de soja.Desde 2007, o Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul (Focem) aprovou 40 projetos nas mais distintas áreas, totalizando US$ 1,2 bilhão. O maior projeto apresentado ao fundo foi a criação da linha de transmissão elétrica Brasil-Paraguai, calculada em US$ 555 milhões.Na sexta-feira (7) ocorre a Cúpula dos Chefes de Estado do Mercosul. Além da presidenta Dilma Rousseff, deverão comparecer os presidentes Hugo Chávez (Venezuela), Cristina Kirchner (Argentina), José Pepe Mujica (Uruguai), além de Rafael Correa (Equador). Em discussão, a integração do Equador e da Bolívia ao Mercosul, estímulos para incentivos dos empresários na região, a ampliação das negociações externas e a suspensão do Paraguai do bloco.. A cúpula começa com um café da manhã oferecido por Dilma, no Itamaraty, depois haverá a fotografia oficial, a reunião e o almoço, que encerra o encontro. Alguns presidentes deverão participar também do encerramento do Fórum Empresarial do Mercosul, no Hotel Royal Tulip.Em 31 de julho deste ano, foi formalizada a adesão da Venezuela ao Mercosul. Com a entrada, o bloco passou a corresponder a 72% do território da América do Sul - aproximadamente três vezes a área da União Europeia. Com os venezuelanos, o Mercosul passa a contar com Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 3,32 trilhões. A população é formada por 275 milhões de habitantes.Edição: Graça Adjuto

Agência Brasil Agência Brasil
publicidade