Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!

 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email
Crise no Governo
Sábado, 29 de outubro de 2005, 05h56  Atualizada às 05h58
Agências de publicidade desviaram R$ 94 mi do BB
 
 Últimas de Crise no Governo
» Badalados, Ronaldinho e Barcelona chegam ao Japão
» Garibaldi confirma data da leitura de relatório
» Relator busca ajuda para indiciar assessor de Lula
» Amigo de Lula avisa à CPI que não vai depor na terça
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu, por meio de uma auditoria, que a agência DNA Propaganda e outras quatro agências desviaram R$ 94,2 milhões do Banco do Brasil nos últimos cinco anos. O relatório foi entregue à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios. A DNA tem como sócio o empresário Marcos Valério, acusado de ser o operador do "mensalão".

» Tudo sobre a crise no governo
» Fórum: opine sobre a crise no governo

Os recursos são relativos a descontos especias, as chamadas bonificações de volume (BVs), que as empresas recebiam dos fornecedores, mas que não eram repassados ao BB, conforme exigiam como contratos de prestação de serviços, informa o jornal O Globo.

Segundo o TCU, as agências DNA, Lowe, Grottera, Ogilvy e D+ devem devolver o dinheiro. Os diretores de marketing do banco também devem dar explicações aos tribunal.

Segundo os auditores, mesmo obrigados a cobrar o repasse dos descontos, os diretores teriam feito vista grossa para as falhas das agências.

A CPI dos Correios, agora, quer intensificar as investigações sobre o relacionamento das agências de publicidade com o BB. A CPI deve solicitar notas fiscais sobre os bônus de volume (BVs) às cinco agências, diz o jornal fluminense. Os deputados devem fazer uma nova checagem do relatório do TCU com a contabilidade das próprias agências.

O relator do caso, ministro Benjamin Zymler, também pode rejeitar ou ampliar as exigências da área técnica.
 

Redação Terra