Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!

 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email
Crise no Governo
Entenda as CPIs dos Correios, Bingos e Mensalão
 
Divulgação
Parlamentares discutem durante sessão da CPI dos Correios
Parlamentares discutem durante sessão da CPI dos Correios
Busca
Busque outras notícias no Terra:
CPMI dos Correios

Criação: 09/06/2005
Mesa-Diretora: presidente senador Delcidio Amaral (PT-MS); vice-presidente senador Maguito Vilela (PMDB-GO); relator deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR).
Origem: denúncias publicadas na revista Veja do dia 14 de maio que revelavam a existência de um esquema de corrupção envolvendo o diretor do Departamento de Contratação e Administração de Material dos Correios e Telégrafos, Maurício Marinho, e o ex-presidente do PTB, deputado Roberto Jefferson (RJ).
Objetivo: investigar as causas e conseqüências de denúncias e de delitos praticados por agentes públicos nos Correios.
Composição: 16 senadores e 16 deputados titulares. Mais 16 senadores e 16 deputados suplentes.
Prazo final: 21/02/2006

CPI dos Bingos

Criação: 19/06/2005
Mesa-Diretora: presidente senador Efraim Morais (PFL-PB); vice-presidente senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR); relator senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).
Origem: as denúncias vieram à tona no início de 2004 com a divulgação de uma fita na qual Waldomiro aparecia extorquindo a máfia do jogo no Rio de Janeiro para financiar a campanha de pelo menos um candidato do PT nas eleições de 2002.
Objetivo: investigar e apurar a utilização das casas de bingo para a prática de crimes de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, assim como a relação dessas casas e das empresas concessionárias de apostas com o crime organizado. Investigará também a ligação do ex-assessor da Casa Civil, Waldomiro Diniz, com o empresário do jogo do bicho Carlos Augusto Ramos, o "Carlinhos Cachoeira".
Composição: 15 senadores titulares e 9 suplentes.
Prazo final: 26/10/2005

CPMI da Compra de Votos

Criação: 20/07/2005
Mesa-Diretora: presidente senador Amir Lando (PMDB-RO); relator deputado Ibrahim Abi-Ackel (PP-MG). O lugar de vice-presidente está vago.
Origem: em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, no dia seis de junho, o deputado Roberto Jefferson afirmou que o tesoureiro do PT, Delúbio Soares, pagava uma mesada no valor de R$ 30 mil, chamada de "mensalão", em troca do apoio ao governo dos deputados da base aliada. Em função do apelido dado para a prática, a CPI ficou conhecida como a CPI do Mensalão.
Objetivo: apurar as denúncias de recebimento de quaisquer vantagens patrimoniais indevidas por membros do Congresso Nacional, com a finalidade de aprovar as matérias de interesse do Poder Executivo. Destinada também a investigar tais denúncias mais a votação da emenda de reeleição no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a pedido dos governistas.
Composição: 17 senadores e 17 deputados titulares. Mais 17 senadores e 17 deputados suplentes.
Prazo final: 16/11/2005
 

Redação Terra