Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!

 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email
Crise no Governo
Segunda, 22 de agosto de 2005, 15h39 
Ação contra Fernanda Karina é suspensa
 
Saiba mais
» TST: PT usou dinheiro público para pagar viagens
» Buani, do 'mensalinho', acena com candidatura
» Severino acena com licença e ameaça governo
» À espera da renúncia de Severino, partidos articulam sucessão
» Aposentadoria de Jefferson pode ser de R$ 8,8 mil
» Lula critica corrida pela presidência da Câmara
» STF recebe inquérito contra Severino e Buani
 Últimas de Crise no Governo
» Badalados, Ronaldinho e Barcelona chegam ao Japão
» Garibaldi confirma data da leitura de relatório
» Relator busca ajuda para indiciar assessor de Lula
» Amigo de Lula avisa à CPI que não vai depor na terça
Busca
Busque outras notícias no Terra:
A ação penal por crime de extorsão movida pelo empresário Marcos Valério contra sua ex-secretária Fernanda Karina Somaggio foi suspensa provisoriamente por falta de coerência entre a denúncia e o depoimento de uma testemunha. A decisão foi tomada em um processo de habeas-corpus que tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

» Tudo sobre a crise no governo
» Fórum : opine sobre a crise no governo

O relator do habeas-corpus, ministro Hamilton Carvalhido, afirmou que a denúncia não encontra base no depoimento de Adriana Fantini Boato, secretária de Cristiano de Mello, executivo da mesma empresa em que Fernanda Karina trabalhou.

Adriana teria recebido, após a demissão de Fernanda Karina, os telefonemas nos quais a ex-secretária faria as ameaças e o pedido de compensação financeira para não revelar informações da vida pessoal e profissional de Valério. Pelo relato feito ao juízo da 6ª Vara Criminal da Comarca de Belo Horizonte, Adriana disse que "ficou com a impressão de que Karina visava obter alguma vantagem".

Para o ministro Carvalhido, a "imputação deduzida" é suficiente para garantir a plausibilidade jurídica do pedido de liminar para suspender a ação, até que a Sexta Turma, em julgamento do mérito do habeas-corpus, decida pelo trancamento definitivo ou não do processo.
 

Redação Terra