Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!

 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email
Crise no Governo
Quinta, 18 de agosto de 2005, 01h53  Atualizada às 05h24
Ibope: Lula perderia para Serra, Alckmin e FHC
 
Saiba mais
» TST: PT usou dinheiro público para pagar viagens
» Buani, do 'mensalinho', acena com candidatura
» Severino acena com licença e ameaça governo
» À espera da renúncia de Severino, partidos articulam sucessão
» Aposentadoria de Jefferson pode ser de R$ 8,8 mil
» Lula critica corrida pela presidência da Câmara
» STF recebe inquérito contra Severino e Buani
 Últimas de Crise no Governo
» Badalados, Ronaldinho e Barcelona chegam ao Japão
» Garibaldi confirma data da leitura de relatório
» Relator busca ajuda para indiciar assessor de Lula
» Amigo de Lula avisa à CPI que não vai depor na terça
Busca
Busque outras notícias no Terra:
A crise política, no que depender das mais recentes pesquisas eleitorais, está realmente ameaçando o projeto de reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Levantamento parcial feito pelo Ibope, que deve ser concluído até sexta-feira, indica que Lula perderia o pleito de 2006 para três pré-candidatos do PSDB: o prefeito de São Paulo, José Serra; o governador paulista, Geraldo Alckmin; e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Nos três cenários, a derrota se daria por larga diferença.

» Tudo sobre a crise no governo
» Fórum: opine sobre a crise no governo

A informação foi divulgada nesta quarta-feira à noite pelo jornalista Ricardo Boechat, durante o Jornal da Band, citando assessores da Presidência da República. Ele adiantou que Serra teria aberto uma vantagem superior a 20 pontos percentuais sobre o petista. Nos dois outros casos, a diferença seria ligeiramente menor, mas também ampla.

Há cerca de uma semana, o Datafolha divulgou outra pesquisa, na qual Lula aparecia pela primeira vez derrotado no segundo turno, no qual perderia para Serra por 48% dos votos contra 39%. Naquele levantamento, porém, Serra era o único capaz de tirar o atual presidente da República do cargo. O quadro, de acordo com o Ibope, começa a mudar.

De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, a pesquisa do Ibope é encomenda de um cliente privado e não há garantias de que os números consolidados venham a público oficialmente. Porém o próprio instituto de pesquisas teria tomado a iniciativa de informar os dados parciais ao Palácio do Planalto. Caso se confirmem diferenças muito expressivas entre Lula e os demais candidatos listados, o Ibope de comprometeu efetuar uma pesquisa de campo por conta própria.
 

Redação Terra