Crise aérea

Crise aérea

Quinta, 21 de fevereiro de 2008, 17h25 Atualizada às 18h47

Infraero: Viracopos será maior aeroporto do Hemisfério Sul

O presidente da Infraero, Sérgio Gaudenzi, afirmou nesta quinta-feira que daqui a 30 anos o Aeroporto Internacional de Viracopos deverá ser o maior do Hemisfério Sul. Gaudenzi esteve em Campinas para assinar o convênio de cooperação com a prefeitura da cidade que diz respeito à desapropriação de 11,93 km² para a construção da segunda pista do aeroporto.

» Infraero inicia ampliação de aeroporto
» Jobim confirma 3º aeroporto em SP
» Deputados querem auditoria no aeroporto

Gaudenzi disse ainda que "nos próximos 30 anos Viracopos poderá receber de 85 a 90 milhões de passageiros por ano". Em 2007, o aeroporto recebeu 955 mil passageiros. De acordo com o presidente da estatal, nas próximas três décadas Viracopos poderá contar com até quatro pistas para realizar as operações de pouso e decolagem.

A segunda pista do aeroporto terá 3,6 mil m de comprimento por 60 m de largura. A previsão é que as obras tenham início no final do ano, com conclusão prevista para 2010, quando a pista deve começar a operar gradativamente.

A obra terá recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e deve custar em torno de R$ 500 milhões. Somente a desapropriação, que inclui 88 propriedades rurais e 3.172 lotes urbanos, deve custar em torno de R$ 150 milhões.

"Viracopos foi uma opção técnica, devido à sua proximidade com São Paulo e Guarulhos. Também haverá um trem rápido entre Rio e São Paulo, que deve ter uma estação em Campinas", disse o presidente da Infraero.

Segundo o superintendente do Aeroporto de Viracopos, Clóvis Moreira, os estudos de impacto ambiental já foram concluídos. Ele afirmou ainda que em 2007 Viracopos teve um volume recorde de 32,9% do total de importações no Brasil. Em segundo lugar ficou o Aeroporto de Guarulhos, com 31,8%.

  • Imprima esta notícia
  • Envie esta notícia por e-mail

Busca

Busque outras notícias no Terra: