Crise aérea

Crise aérea

Quinta, 10 de janeiro de 2008, 16h35 Atualizada às 18h31

CNJ enviará relatório de aeroportos ao Supremo

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deve encaminhar ainda este mês um relatório com os principais problemas dos aeroportos brasileiros à ministra do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie, e ao ministro da Defesa, Nelson Jobim. Os dados fazem parte de um levantamento elaborado com base nas queixas dos passageiros aos juizados especiais.

» Juizados permanecem até 31 de março
» vc repórter: mande fotos e notícias

Os órgãos estão instalados, desde outubro do ano passado, nos cinco maiores aeroportos do País: Congonhas e Guarulhos, em São Paulo; Tom Jobim e Santos Dumont, no Rio; e Juscelino Kubitschek, em Brasília.

"Vamos convidá-los (a ministra do STF e o ministro da Defesa) para que ouçam o nosso diagnóstico. Certamente a infra-estrutura das empresas aéreas e dos aeroportos continuam sendo altamente insuficientes", disse o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Gilson Dipp, representando o CNJ.

Hoje, o CNJ e os responsáveis pelos juizados especiais decidiram prorrogar o atendimento nos aeroportos até o dia 31 de março. O serviço funcionaria até o dia 31 deste mês.

"Pegaremos o feriado de carnaval e Páscoa, que é um período de grande demanda", explicou o ministro.

Segundo Dipp, os juizados especiais foram criados nos aeroportos para resolver um problema "emergencial" e não há condições de manter o serviço por tempo indeterminado. "Nossas estruturas não são tão grandes. Temos outras demandas".

Além disso, o ministro disse que as companhias aéreas têm preferido cada vez menos a conciliação. Os conflitos estão sendo encaminhados por meio de ações judiciais. "Tenho a impressão de que as empresas aéreas, de certa forma, se acomodaram", criticou.

Durante os três meses de funcionamento, os juizados especiais atenderam mais de 6 mil pessoas, que reclamaram de bagagens extraviadas, overbooking e problemas decorrentes de cancelamentos e atrasos de vôos.

  • Imprima esta notícia
  • Envie esta notícia por e-mail

Busca

Busque outras notícias no Terra: