1 evento ao vivo

Correios adota escolta armada para carteiros no interior de SP

27 dez 2013
19h21
atualizado às 19h23
  • separator
  • comentários

Em 2014, os Correios adotarão escolta armada para dar segurança aos carteiros durante as entregas de encomendas em áreas consideradas de risco de assaltos, nas cidades paulistas de Campinas, Jundiaí e Sumaré. Em reunião com a Secretaria de Segurança de Campinas e representantes dos Correios, nesta sexta-feira, ficou acertado que a Guarda Municipal começa a monitorar os serviços de entrega a partir da próxima segunda-feira, e até 20 de janeiro, quando deve começar a operar uma empresa particular de segurança.

A iniciativa de colocar homens armados para amparar o serviço de entrega surgiu no dia 19, quando o Ministério Público do Trabalho, em Campinas, determinou que os Correios contratassem serviço de escolta. A decisão do MPT veio após uma audiência em que os funcionários reclamaram de que, só neste ano, já havia ocorrido perto de 200 assaltos à mão armada contra os carros de entrega da empresa.

O sindicato mapeou 73 pontos em bairros considerados de alto risco e denunciou assaltos, ameaças e agressões físicas contra funcionários. Os assaltantes visam materiais de alto valor agregado, como produtos eletrônicos, equipamentos de informática, telefones celular, brinquedos, entre outros, que os clientes compram via internet e são entregues pelos Correios.

Após a reclamação do sindicato, o MPT determinou a suspensão das entregas de encomendas na véspera de Natal e a imediata contratação de serviço de escolta. Os Correios encaminharam aos usuários informes sobre a situação, e sugeriam que os objetos fossem retirados no Centro de Distribuição, no Jardim do Lago, em Campinas.

Ontem, os Correios obtiviram liminar junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região derrubando a determinação do MPT que proibia as entregas nas 73 zonas consideradas inseguras. De acordo com o sindicato, devido ao impasse, cerca de 8 mil itens deixaram de ser enviados aos clientes.

Assalto após o Natal
Um homem foi preso e outro fugiu depois que soldados da Policia Militar encontram uma van dos Correios que havia sido tomada de assalto ontem, no bairro Vida Nova, em Campinas. O local integra a lista dos 73 pontos considerados vulneráveis e passíveis de furtos e roubos. Os policiais estranharam, ao ver os suspeitos na van identificada, mas sem usarem o uniforme da empresa, e decidiram averiguar.

Segundo Fabio Xavier, diretor do sindicato dos funcionários dos Correios de Campinas e região, a ação dos bandidos ocorreu assim que os carteiros notaram que estavam sendo seguidos por uma dupla em uma motocicleta. Os suspeitos anunciaram o assalto e os carteiros foram amarrados em um terreno baldio. Ninguém ficou ferido e os objetos a serem entregues foram recuperados. O caso foi registrado na Policia Federal.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade