0

Concurso elege 'Miss Prostituta' em Belo Horizonte

30 set 2012
13h41
Ney Rubens
Direto de Belo Horizonte

Cerca de mil pessoas acompanharam, na noite deste sábado, em um shopping popular no centro de Belo Horizonte, o Concurso Miss Prostituta. Doze profissionais do sexo desfilaram por um passarela com a intenção de protestar contra o preconceito e a violência na profissão.

Giovana Silva foi eleita a vencedora do concurso
Giovana Silva foi eleita a vencedora do concurso
Foto: Ney Rubens / Especial para Terra

A vencedora, escolhida por um júri formado por representantes da sociedade civil, foi Giovana Silva, que no dia a dia usa o nome de Mara. A garota de 25 anos contou que veio de Vitória, no Espírito Santo, há seis meses e trabalha em um prostíbulo na Rua Guaicurus, tradicional concentração de casas de prostituição no centro da capital mineira.

A organização do evento informou que todas as mulheres participaram de forma voluntária, mas ao final do evento um dos apresentadores anunciou que Mara receberia R$ 3 mil pelo título de Miss Prostituta e um contrato de publicidade válido até o final do ano com o shopping popular. Mara, que disse cobrar R$ 10 por programa, agradeceu dizendo que estava "feliz e que participar do desfile é uma forma de chamar a atenção para a situação delas, tentando fazer com que o preconceito diminua", afirmou.

A presidente da Associação das Prostitutas de Minas Gerais, Cida Vieira, puxou a fila das mulheres que desfilou. Cida é uma das criadoras do evento e disse que espera, com a ideia, levantar a discussão sobre a regulamentação "de fato" da profissão: "Minas Gerais tem 80 mil prostitutas Queremos a legalização para ter direito ao direito, ou seja, acesso ao que as outras profissões têm. Temos no Ministério do Trabalho o registro da ocupação, mas é só", afirmou.

"Queremos reclamar, com esse desfile, de tudo que a prostituta passa no dia a dia: tortura psicológica, violência. Queremos pisar na passarela como se estivéssemos pisando no preconceito. Não queremos mais ser invisíveis" concluiu.

Fonte: Terra
publicidade