0

Comissão: Marinha mentiu para a Presidência sobre mortes na ditadura

21 mai 2013
13h10
atualizado às 15h47
  • separator
  • comentários

Um documento de dezembro de 1972, apresentado nesta terça-feira durante o balanço de um ano dos trabalhos da Comissão da Verdade, prova que a Marinha do Brasil sabia da morte de pelo menos 11 pessoas - dentre elas, o então deputado Rubens Paiva -, que até hoje eram dadas oficialmente como desaparecidas. O cruzamento de documentos acrescenta que, em 1993, o órgão militar deu outra versão ao então presidente Itamar Franco. "A Marinha ocultou deliberadamente informações e documentos do Estado brasileiro. Ocultou da Presidência, do Ministério da Justiça e da Câmara dos Deputados", afirmou a pesquisadora responsável pela análise dos documentos e assessora da comissão, Heloísa Starling.

Na avaliação da pesquisadora, dentre os serviços secretos militares, o Centro de Informações da Marinha (Cenimar) é o mais fechado. "Foi um dos organismos mais ferozes no interior da estrutura da repressão da ditadura", classificou.

O documento de 1972 dedica mais de 12 mil páginas aos 11 mortos dados como desaparecidos. "É a primeira vez que se tem um documento oficial vindo de um órgão de repressão reconhecendo a morte de Rubens Paiva", disse Heloísa. A pesquisadora acrescentou que, dada a capilaridade dos sistemas de informação das Forças Armadas, "pode-se inferir que não é só o Cenimar que sabia que Rubens Paiva estava morto".

O comissionado Paulo Sérgio Pinheiro assegurou que o documento, até hoje inédito, não foi conseguido por meio da Marinha. "Quando o relatório ficar pronto, tudo vai ser revelado", disse. O prazo final para a entrega do relatório final da Comissão da Verdade está marcado para o fim de 2014.

Veja os nomes dos mortos e as versões da Marinha sobre seus paradeiros
Nome Documento de 1972 Documento de 1993
Antonio Carlos Monteiro Teixeira Morto Não mencionado
Antonio dos Três Reis de Oliveira Morto Desaparecido
Ciro Flávio Salazar de Oliveira Morto Não mencionado
Ezequias Bezerra Rocha Morto Desaparecido (cita o jornal O Globo)
Félix Escobar Morto Preso por atividades terroristas
Helenira Rezende de Souza Nazareth Morta Foragida
Isis Dias de Oliveira Morta Foragida
Joel Vasconcelos dos Santos Morto Preso e transferido para local ignorado
José Gomes Teixeira Morto Desaparecido
Kléber Lemos da Silva Morto Não mencionado
Rubens Paiva Morto Foragido

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade