1 evento ao vivo

Comissão da Verdade paulista quer ouvir Maluf sobre crematórios

Relatório de CPI aponta que presos políticos seriam incinerados no cemitério de Perus

15 mai 2013
08h28
atualizado às 08h30
  • separator
  • comentários

A Comissão da Verdade da Câmara Municipal de São Paulo vai convidar o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) para falar sobre um projeto que previa a instalação de dois crematórios no cemitério Dom Bosco, no bairro de Perus, na capital paulista. O projeto foi proposto durante a primeira gestão de Maluf como prefeito de São Paulo, entre 1969 e 1971. De acordo com o presidente da comissão, vereador Gilberto Natalini (PV), há "alguns indícios de que presos políticos seriam incinerados naqueles fornos que estavam sendo propostos". As informações são do jornal Folha de S. Paulo .

De acordo com a CPI da Câmara Municipal, no cemitério de Perus em setembro de 1990, "houve intenção de cremar os corpos de indigentes, entre os quais estavam os de presos políticos". As suspeitas surgiram a partir de uma carta citada na comissão, em que a empresa inglesa Dowson & Mason (D&M), que seria contratada para construir os crematórios, afirma que o projeto elaborado pela prefeitura para os fornos seria inadequado ao acompanhamento de familiares e conteria outras irregularidades. A assessoria do deputado não comentou o convite e disse que “Paulo Maluf vai convidar os membros da Comissão Municipal da Verdade a visitar as 14.525 obras que ele fez no Estado e na cidade de São Paulo". Em seu depoimento à CPI de Perus, nos anos 1990, Maluf negou que tivesse tentado viabilizar a instalação do crematório, por razões religiosas.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade