PUBLICIDADE

Comissão convida FHC para discutir regulamentação da maconha

1 jun 2011 - 15h13
(atualizado às 15h16)
Publicidade

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi convidado nesta quarta-feira para participar de uma audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) sobre a regulamentação do uso da maconha. O requerimento foi apresentado de última hora pela senadora Ana Amélia (PP-RS), por causa da defesa que ele tem feito a favor do debate sobre a legalização da droga. Com informações da Agência Senado.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso participa do lançamento do documentário Quebrando o Tabu
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso participa do lançamento do documentário Quebrando o Tabu
Foto: Eladio Machado / Terra

Fernando Henrique participa do documentário Quebrando o Tabu, dirigido por Fernando Grostein Andrade e que se autodenomina como um "filme em busca de soluções para o fracasso da guerra às drogas". Em entrevistas à imprensa, o ex-presidente afirma que é necessário que a sociedade discuta essa questão sem preconceitos. Ele também destacou, em declarações à imprensa, que tem consciência que o tema "é um vespeiro", uma vez que trata de tabus estabelecidos pela sociedade brasileira.

Uma segunda proposta aprovada, a pedido do senador Cícero Lucena (PSDB-PB), inclui no debate a ser agendado o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que, assim como FHC, também vem se destaca pela defesa de nova estratégia de combate aos entorpecentes. A ideia é retirar da esfera penal o usuário de qualquer droga, descriminalizando o uso e a posse e, assim, esvaziar o poder econômico do tráfico.

No documentário, FHC e os ex-presidentes Bill Clinton e Jimmy Carter, dos Estados Unidos; César Gaviria, da Colômbia, além de Ernesto Zedillo, do México, reconhecem que falharam em suas políticas de combate às drogas.

O ex-presidente brasileiro também integra a Comissão Global de Políticas sobre Drogas. A entidade, que reúne figuras notáveis de 15 países, lançará na quinta-feira um relatório em que será proposta a nova estratégia de enfrentamento das drogas. O documento será entregue a representantes da Organização das Nações Unidas (ONU).

Agência Brasil Agência Brasil
Publicidade