1 evento ao vivo

CNI/Ibope: 28% do eleitorado se lembram de notícias de corrupção

16 dez 2011
12h51
atualizado às 12h54
Laryssa Borges
Direto de Brasília

Embora a presidente Dilma Rousseff tenha voltado a afirmar nesta sexta-feira que não compactua com irregularidades em sua gestão, 28% do eleitorado se lembram de notícias ligadas à corrupção no governo federal, apontou pesquisa do Instituto Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Individualmente, o assunto mais lembrado pelos entrevistados, com 23%, foram as denúncias contra o então ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT). O pedetista deixou o governo no dia 4 de dezembro após nova denúncia que dá conta de que ele foi funcionário fantasma da Câmara dos Deputados por quase seis anos.

Conforme o jornal Folha de S. Paulo , Lupi foi lotado na liderança do PDT de dezembro de 2000 a junho de 2006, mas no período exercia atividades partidárias como vice-presidente da sigla. Funcionários do partido em Brasília confirmaram que Lupi não aparecia no gabinete da Câmara e se dedicava exclusivamente a tarefas partidárias. Parlamentares afirmaram que nunca tinham ouvido falar que o ministro havia sido contratado pela Casa nesse período. As normas dizem que ocupantes desses cargos devem exercer funções técnicas e precisam trabalhar nos gabinetes.

A situação política de Lupi diante do governo havia se deteriorado após ele ter tido de se explicar no Congresso por ter utilizado um avião de um empresário para cumprir agenda pública em municípios do Maranhão

Para além do caso Lupi, a pesquisa CNI/Ibope registra que a queda de ministros de Estado é lembrada por 10% do eleitorado. Ao todo, sete ministro já deixaram o primeiro escalão do governo federal, seis por denúncias de corrupção.

Quando medida a percepção dos entrevistados sobre o eleitorado, o percentual dos que identificam que as notícias foram mais favoráveis - 21% - é próximo dos que as avaliam como mais desfavoráveis - 19%.

A margem de erro da pesquisa CNI/Ibope é de dois pontos percentuais. O levantamento foi realizado dos dias 2 a 5 de dezembro com 2002 pessoas em 142 municípios.

Fonte: Terra
publicidade