0

vc repórter: com mais lixo, Curitiba tem problemas na coleta

5 ago 2012
15h10
  • separator

O processo de licitação do serviço de coleta de resíduos vegetais e entulhos de Curitiba vem causando controvérsias. Sobretudo em relação às empresas contratadas em regime emergencial por 60 dias pela prefeitura, que não estariam dando conta de todo o lixo vegetal produzido pela cidade. A administração municipal garante que o serviço de coleta está sendo executado normalmente. O que houve, segundo o órgão, foi o aumento da demanda.

Segundo relatos de curitibanos, o serviço prestado pelas empresas contratadas em caráter de emergência está deixando a desejar, com pouco efetivo empenhado na coleta dos resíduos vegetais, como galhos, troncos, folhas e outros resultantes de limpeza de jardins e quintal, causando a interrupção das atividades.

Procurada pelo Terra, a Secretaria do Meio Ambiente afirma que o serviço não sofreu nenhum tipo de interrupção e que atua com efetivo condizente com o previsto em contrato. Além disso, salientou que está concluindo processo de licitação para implantação de um novo serviço pelos próximos cinco anos.

Segundo o órgão, a meta é "dar vazão à demanda crescente de resíduos vegetais e entulhos, que aumentou nos últimos quatro anos em 81%, saltando de 7.415 solicitações mensais em 2007 para 13.450, em 2011".

A licitação tem valor global de R$ 79 milhões, está dividida em quatro lotes e prevê que as empresas vencedoras trabalhem pelo período de cinco anos.

O internauta Nilmar, de Curitiba (PR), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

Veja também:

Bolsonaro nomeia Temer e Justiça autoriza viagem ao Líbano
vc repórter
publicidade