USP contrata coronel da PM para chefiar segurança, diz jornal

29 mar 2012
07h47
atualizado às 07h54
  • separator

A Universidade de São Paulo (USP) contratou três coronéis da Polícia Militar para assumir o comando da segurança em todos os campi da universidade. O coronel Luiz de Castro Júnior foi o escolhido para chefiar a recém-criada Superintendência de Segurança. Outros dois coronéis, que ainda não tiveram os nomes divulgados, serão subordinados a ele. O anúncio das contratações deve ser feito ainda nesta semana pelo reitor João Grandino Rodas. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Alunos de ao menos três faculdades protestaram pela permanência da PM no campus da USP
Alunos de ao menos três faculdades protestaram pela permanência da PM no campus da USP
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Castro Junior era diretor do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos da PM paulista até o mês passado. Ele foi escolhido por ter um perfil considerado mais humanista e porque auxiliou na "costura" do convênio entre USP e PM para o aumento de policiamento no campus. Parte do mundo acadêmico, entretanto, é contrária à presença de policiais, que começaram a patrulhar a USP depois que um aluno foi assassinado na Cidade Universitária em maio de 2011, após uma tentativa de assalto. Com a entrada da PM no campus e a prisão de três estudantes que portavam maconha, uma série de protestos contra a presença dos policiais foi desencadeada na universidade - como a ocupação da reitoria e a greve de parte dos alunos até o início do ano.

Veja também:

Terremoto causa 'mini-tsunami' e destrói casas na Grécia e na Turquia
Fonte: Terra
publicidade