7 eventos ao vivo

Único hospital de cidade do Amazonas é inundado por rio

21 mai 2009
16h07
atualizado às 16h09

Devido à cheia do rio Solimões o único hospital da cidade de Anamã, Interior do Amazonas, está inundado e corre o risco de fechar na próxima semana. Além do centro médico, o posto de saúde do município foi atingido pela enchente e não está realizando atendimentos desde a semana passada.

Fotografia mostra a cidade de Anamã, no Amapá, inundada pelo Rio Solimões
Fotografia mostra a cidade de Anamã, no Amapá, inundada pelo Rio Solimões
Foto: Reuters

Segundo a sub-secretária da Saúde, Lúcia Compton, o atendimento aos pacientes está sendo feito com ajuda de um posto instalado pela Marinha e nas igrejas da cidade. A prefeitura está também trabalhando na construção de assoalhos elevados para conseguir realizar os trabalhos no hospital.

De acordo com Lúcia, devido à cheia, a ocorrência de doenças como diarréia e verminoses cresceu principalmente entre as crianças da cidade.

O município, que tem pouco mais de 8 mil habitantes, tem cerca de 600 desabrigados espalhados em 10 abrigos públicos. Até o momento, segundo Lúcia, não foram registradas mortes causadas pelas enchentes.

Mais chuva
De acordo com os números divulgados na quarta-feira pela Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), as chuvas e enchentes fizeram com que mais de 376 mil pessoas deixassem suas casas em todo o Brasil.

Segundo as informações, notificadas pelas defesas civis estaduais e enviadas à Sedec, 45 pessoas morreram por causa dos desastres em oito Estados: Ceará (15), Maranhão (10), Bahia (7), Alagoas (7), Paraíba (2), Sergipe (2), Pernambuco (1) e Santa Catarina (1).

Os danos causados pelo excesso de chuva atingiram 408 municípios localizados em 13 Estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Acre, Amazonas, Pará e Santa Catarina.

No Nordeste, o Maranhão, atualmente, é o Estado que tem o maior número de municípios atingidos (95), seguidos pelo Ceará (81), Piauí (41), Rio Grande do Norte (30), Paraíba (29), Pernambuco (14), Bahia (11), Sergipe (8) e Alagoas (5).

No Maranhão, existem 76.840 desalojados e 44.070 estão desabrigados. No Ceará, são 38.568 desalojados e 25.994 desabrigados. Na Bahia, o número de pessoas desalojadas chega a 5.436 e de desabrigados a 2.188. No Piauí e no Rio Grande do Norte, foram registrados 91.634 e 9.142, respectivamente, entre desabrigados e desalojados. Na Paraíba, são 5.402 desalojados e 1.488 desabrigados. Em Pernambuco, existem 1.166 pessoas que estão desabrigadas ou desalojadas. Em Sergipe a chuva deixou 572 desabrigados e 246 desalojados. Em Alagoas, 546 ficaram desalojados e 449, desabrigados.

Na região Norte, é no Estado do Amazonas que se encontra o maior número de municípios atingidos, 47, com 50.470 pessoas desalojadas e 9.136 desabrigadas. No Estado do Pará são 35 municípios atingidos pela chuva com 6.275 desabrigados. No Acre, existem 2.105 desabrigados e 1.695 desalojados, em dois municípios atingidos.

Em Santa Catarina, os danos causados pela chuva atingiram 10 municípios e uma população de 3.550 pessoas, deixando 3.333 desalojados e 217 desabrigados.

Fonte: Terra
publicidade