UNE fará ato de repúdio à expulsão de aluna da Uniban

9 nov 2009
09h15
atualizado às 09h29
  • separator

A União Nacional dos Estudantes (UNE) fará ato nesta segunda-feira, a partir das 18h, em frente à Uniban de São Bernardo, no Grande ABC, para repudiar a expulsão da estudante Geisy Arrudado, do curso de Turismo. A universitária foi xingada por alunos da instituição por usar um vestido considerado curto no campus no dia 22 de outubro.

Em nota, a entidade estudantil convida os universitários a participarem da manifestação e sugerem um desfecho para o problema. "Chamamos a atenção das universidades para o fato e que alguma aceite a matrícula dela oferecendo, inclusive, uma bolsa de estudos a ela".

Geisy foi pivô de uma confusão de grande repercussão quando teve de sair escoltada pela Polícia Militar do prédio da sua faculdade devido às agressões verbais que estava recebendo dos colegas pelo vestido que usava. Imagens das agressões foram gravadas por universitários e postadas no site YouTube no mesmo dia. Desde o ocorrido, a estudante não voltou mais à universidade.

A Uniban, em um comunicado pago publicado em jornais do Estado de São Paulo deste domingo, informou ter decidido expulsar Geisy "em razão do flagrante desrespeito aos princípios éticos da dignidade acadêmica e à moralidade". "Foi constatada atitude provocativa da aluna, que buscou chamar a atenção para si por conta de gestos e modos de se expressar", diz a nota da Uniban. A instituição considerou ainda que a atitude dos outros alunos foi uma "reação coletiva de defesa do ambiente escolar".

No sábado, Geisy Arruda afirmou não ter sido comunicada da decisão e que ficou sabendo da expulsão no comunicado publicado nos jornais, mesmo tendo passado a tarde de sábado em uma sindicância da Uniban sobre o caso. A estudante de Turismo disse ter considerado a decisão um "absurdo".

Veja também:

Como funcionam as eleições presidenciais nos EUA
Fonte: Terra
publicidade