1 evento ao vivo

SP: programa irá intensificar fiscalização de casas noturnas

29 jan 2013
17h10
atualizado às 17h11
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois da tragédia que matou mais de 230 pessoas no incêndio em uma boate de Santa Maria (RS), o governador Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira o início da operação Prevenção Máxima. A ação irá vistoriar locais que abrigam eventos com grande concentração de pessoas. "Todas as casas noturnas com mais de mil metros quadrados serão vistoriadas, e depois todas as demais", afirmou Alckmin.

[VC] Está em Santa Maria? Envie fotos, vídeos e relatos da tragédia
Galeria de fotos: Veja quem são as vítimas do incêndio em boate de Santa Maria
Infográfico: Veja como a inalação de fumaça pode levar à morte
Veja relatos de sobreviventes e familiares após incêndio no RS

A ação, que contará com 300 equipes de bombeiros, não se limita a casas noturnas ou boates e será realizada em todos os locais de reunião pública, como teatros e clubes. Mesmo afirmando que o Estado tem a "melhor legislação do País", o governador não descarta a possibilidade de revisão da lei caso haja necessidade.

O Corpo de Bombeiros pretende, ainda, alterar as regras existentes hoje em São Paulo para tornar mais rígido o item que define os materiais permitidos em revestimentos de paredes e tetos das casas noturnas, usados normalmente em sistemas de isolamento acústico. O objetivo é exigir dos responsáveis laudos que atestem que os produtos utilizados são resistentes ao fogo. Hoje essa garantia é sinalizada apenas com a assinatura de um engenheiro responsável. 

 
INCÊNDIO EM SANTA MARIA

Entenda detalhes de como aconteceu a tragédia em Santa Maria, na região central do RS, que chocou o País e o mundo e como era a Boate Kiss por dentro

Incêndio na Boate Kiss
Um incêndio de grandes proporções deixou mais de 230 mortos na madrugada deste domingo em Santa Maria (RS). O incidente, que começou por volta das 2h30, ocorreu na Boate Kiss, na rua dos Andradas, no centro da cidade. O Corpo de Bombeiros acredita que o fogo iniciou com um sinalizador lançado por um integrante da banda que fazia show na festa universitária.

Segundo um segurança que trabalhava no local, muitas pessoas foram pisoteadas. "Na hora que o fogo começou foi um desespero para tentar sair pela única porta de entrada e saída da boate e muita gente foi pisoteada. Todos quiseram sair ao mesmo tempo e muita gente morreu tentando sair", contou. O local foi interditado e os corpos foram levados ao Centro Desportivo Municipal, onde centenas de pessoas se reuniam em busca de informações.

A prefeitura da cidade decretou luto oficial de 30 dias e anunciou a contratação imediata de psicólogos e psiquiatras para acompanhar as famílias das vítimas. A presidente Dilma Rousseff interrompeu viagem oficial que fazia ao Chile e foi até a cidade, onde se reuniu com o governador Tarso Genro e parentes dos mortos.

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade