publicidade
28 de janeiro de 2013 • 18h09 • atualizado às 18h17

Congresso vai criar comissão para acompanhar caso em Santa Maria

Mais de 230 pessoas morreram no incêndio que atingiu a casa noturna em Santa Maria
Foto: Daniel Favero / Terra
  • Direto de Brasília
 

O presidente da Câmara dos Deputados, o gaúcho Marco Maia (PT), afirmou nesta segunda-feira que os parlamentares devem criar uma comissão para acompanhar as investigações do incêndio que vitimou ao menos 231 jovens na Boate Kiss, em Santa Maria (RS), na madrugada do último domingo. Maia, que esteve ontem no local do incidente, disse que a comissão será montada a partir de amanhã e deverá ter o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) no comando.

[VC]Está em Santa Maria? Envie fotos, vídeos e relatos da tragédia
GALERIA DE FOTOS:Veja quem são as vítimas do incêndio em boate de Santa Maria

“Vamos constituir uma comissão de parlamentares que terá a responsabilidade de acompanhar estas investigações lá em Santa Maria, permitindo a partir disso uma investigação mais transparente, mais célere e que seja mais objetiva no sentido de identificar efetivamente de quem foi a responsabilidade por essa ocorrência. Esse é um passo posterior, a prioridade nesse momento é o atendimento às famílias e às vitimas, mas nós não podemos perder como referência a necessidade de apontar e de descobrir de forma muito clara quem foram os verdadeiros responsáveis por esse acidente”, disse o deputado.

Maia demonstrou solidariedade às famílias das vítimas e lamentou o ocorrido mais uma vez. Segundo ele haverá ainda um levantamento sobre toda a legislação existente a respeito de regras de segurança em boates e casas noturnas. A ideia é que o Congresso possa reunir tudo numa legislação federal.

“Embora eu ache que o nosso problema ali ainda não foi um problema de legislação porque a legislação do município de Santa Maria era muito forte, muito dura. Nós temos problemas de fiscalização, problemas de atendimento e cumprimento da legislação por parte dos donos da danceteria. Há um problema de fiscalização que precisará ser analisado no próximo período”, afirmou.

 

 

INCÊNDIO EM SANTA MARIA

Entenda detalhes de como aconteceu a tragédia em Santa Maria, na região central do RS, que chocou o País e o mundo e como era a Boate Kiss por dentro
 

Incêndio na Boate Kiss
Um incêndio de grandes proporções deixou mais de 230 mortos na madrugada deste domingo em Santa Maria (RS). O incidente, que começou por volta das 2h30, ocorreu na Boate Kiss, na rua dos Andradas, no centro da cidade. O Corpo de Bombeiros acredita que o fogo iniciou com um sinalizador lançado por um integrante da banda que fazia show na festa universitária.

Segundo um segurança que trabalhava no local, muitas pessoas foram pisoteadas. "Na hora que o fogo começou foi um desespero para tentar sair pela única porta de entrada e saída da boate e muita gente foi pisoteada. Todos quiseram sair ao mesmo tempo e muita gente morreu tentando sair", contou. O local foi interditado e os corpos foram levados ao Centro Desportivo Municipal, onde centenas de pessoas se reuniam em busca de informações.

A prefeitura da cidade decretou luto oficial de 30 dias e anunciou a contratação imediata de psicólogos e psiquiatras para acompanhar as famílias das vítimas. A presidente Dilma Rousseff interrompeu viagem oficial que fazia ao Chile e foi até a cidade, onde se reuniu com o governador Tarso Genro e parentes dos mortos.