2 eventos ao vivo

SP tem tarifa de R$ 3,20 para ônibus, metrô e trens a partir deste domingo

2 jun 2013
00h00
atualizado às 00h00
  • separator
  • comentários

As tarifas de ônibus, metrô e trem da cidade de São Paulo passam a custar R$ 3,20 a partir deste domingo. A prefeitura informou que a proposta de reajuste, de 6,67%, foi enviada em 22 de maio à Câmara de Vereadores. A tarifa anterior, de R$ 3, vigorava desde janeiro de 2011.

Segundo a administração paulista, caso fosse feito o reajuste com base na inflação acumulada no período, aferido pelo IPC/Fipe, o valor chegaria a R$ 3,40. "O reajuste abaixo da inflação é um esforço da prefeitura para não onerar em excesso os passageiros", disse em nota. A previsão é que haja pagamento de R$ 1,25 bilhão em subsídios ao sistema de ônibus em 2013.

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) também alegou que o reajuste é menor que a inflação no período de janeiro de 2012 a maio de 2013, que foi de 7,2%. "Ao comprar uma passagem no Metrô, o passageiro tem acesso aos 74,3 quilômetros da malha metroviária e aos 260 quilômetros da rede ferroviária da CPTM ( Companhia Paulista de Trens Metropolitanos )", disse a empresa em nota.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou, junto com o  governador Geraldo Alckmin (PSDB), que o preço abaixo da previsão é um esforço feito para colaborar com o governo federal, que enfrenta dificuldades para manter a inflação no teto da meta estabelecida (6,5%).

<a data-cke-saved-href="http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/tarifas-de-onibus/iframe.htm" href="http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/tarifas-de-onibus/iframe.htm">veja o infográfico</a>

Ele também havia declarado que o reajuste poderia ser menor caso o Congresso aprovasse a desoneração do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) para as passagens de ônibus, trem e metrô. O decreto foi publicado nesta sexta-feira, mas não houve manifestação da administração municipal.

Oposição pede revogação do reajuste
O diretório municipal do Psol em São Paulo anunciou que protocolou na quarta-feira uma denúncia ao Ministério Público estadual requerendo a revogação imediata do aumento das passagens de ônibus da cidade. “Tal aumento, pelo qual está condicionado - também de forma injustificável - o aumento das tarifas do metrô e dos trens da CPTM é uma afronta aos usuários e aos trabalhadores do transporte público da cidade que convivem diariamente com um serviço extremamente precarizado, de péssima qualidade, com superlotação diária, acidentes constantes, baixíssima velocidade nos horários de pico com trabalhadores vivendo no sufoco, em quantidade insuficiente e mal remunerados”, diz nota do Psol.

O partido acusa a prefeitura de favorecimento às concessionárias de ônibus que prestam serviço para a cidade. A expectativa do Psol é conseguir uma mudança na decisão da prefeitura, assim como aconteceu em Porto Alegre e em Teresina. A direção do partido marcou um protesto para o próximo dia 6, em frente ao Teatro Municipal.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade