PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

SP: PM é acusada de agressão em parada gay no ABC

9 nov 2009 - 09h05
(atualizado às 11h19)
Compartilhar

Participantes da Parada do Orgulho Gay de Santo André, no Grande ABC, realizado na tarde deste domingo, acusaram PMs por agressões. Representantes dos governos Gilberto Kassab (DEM) e José Serra (PSDB) disseram ter sido atingidos por spray de pimenta e também relataram supostos abusos por parte da polícia. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O advogado e Coordenador de Políticas de Diversidade Sexual, ligado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do governo de São Paulo, Dimitri Sales, 30 anos, disse que um policial apontou uma arma em sua direção.

O também advogado Gustavo Menezes, 36 anos, assessor jurídico da Coordenadoria de Diversidade Sexual da Secretaria de Participação e Parceria da Prefeitura de São Paulo, disse ter sido atingido por spray de pimenta após abordarem um policial militar que puxava uma mulher pelo pescoço. O incidente teria ocorrido no final do evento, às 18h, quando as vias seriam desobstruídas. O organizador do evento, Marcelo Gil, 41 anos, afirma que o evento reuniu 40 mil pessoas.

Segundo o jornal, o capitão da PM, André Luiz, que comandou a operação disse que foi aberto um inquérito para apurar se houve excesso, mas afirma que existiu necessidade de intervenção. Segundo ele, alguns participantes invadiram casas e outros se negavam a liberar a avenida no horário.

Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade