2 eventos ao vivo

SP: para diretor da Transparência Brasil, houve cartel em licitações do Metrô

9 ago 2013
15h01
atualizado às 15h04
  • separator
  • 0
  • comentários

O diretor-executivo da organização não governamental Transparência Brasil, Claudio Weber Abramo, foi categórico e declarou que houve cartel em licitações do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Abramo disse que espera que o grupo criado nesta sexta-feira pelo governo do Estado para acompanhar as investigações sobre o assunto consiga colaborar para o esclarecimento de fatos.

O governador anunciou que membros da sociedade civil vão acompanhar as investigações
O governador anunciou que membros da sociedade civil vão acompanhar as investigações
Foto: Gabriela Biló / Futura Press

“Não estamos, obviamente, investigando, porque não é nosso papel, mas sugerindo caminhos, criticando o que já está sendo feito, apontando lacunas, apontando portas que podem ser abertas. Essa é a função de um conselho que é basicamente consultivo e que não tem poder executivo”, disse Abramo.

Hoje, durante o anúncio de criação do Movimento TranSParência, o governador Geraldo Alckmin disse que os integrantes do grupo terão total liberdade para divulgar o andamento da apuração, desde que não se trate de documentação sigilosa. “Sou o mais interessado nessa verdade total”, declarou. O governador disse ainda que a “transparência parcial ou enviesada não nos leva à verdade”.

Segundo Marcos da Costa, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional de São Paulo (OAB-SP), “é importante que haja transparência para que a sociedade acompanhe e possa, inclusive, participar do controle das decisões que partem de órgãos públicos em procedimentos de licitação”.

Na próxima semana, o Movimento TranSParência vai se reunir em São Paulo pela primeira vez para analisar as 16 licitações e os 31 contratos firmados entre 1998 e 2008 que são estão sendo investigados pelo Ministério Público do Estado de São Paulo e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Foto: Arte Terra

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade