0

SP inicia celebração do Ano-Novo chinês na praça da Liberdade

29 jan 2011
14h07
atualizado em 31/1/2011 às 19h36

A Praça da Liberdade, em São Paulo, recebe, durante este sábado e no domingo, diversas atrações culturais, artísticas e culinárias para comemorar a chegada do Ano-Novo chinês, o ano do coelho (ou 4.709). Esta é a sexta vez que a capital celebra a data.

Comemorações acontecem na praça da Liberdade
Comemorações acontecem na praça da Liberdade
Foto: Elisa Rodrigues / Futura Press

O Ano-Novo chinês começa no dia 3 de fevereiro. Como no Brasil a virada vai ocorrer no dia 2 de fevereiro, às 14h, em função do fuso-horário, haverá comemorações na avenida Paulista na quarta-feira. O ano do coelho vai até o dia 22 de fevereiro de 2012.

O público que comparecer terá a sua disposição uma série de opções gastronômicas, com comidas típicas em diversas barracas espalhadas pela praça. Nos cinco primeiros anos, a festa cresceu e ganhou repercussão internacional. Segundo a prefeitura, em números, a festa brasileira supera as comemorações de Londres e São Francisco.

No dia 2, a programação começará a partir das 12h, no vão livre do Museu de Arte de São Paulo, na avenida Paulista, onde estão previstas apresentações de artes marciais, música chinesa e as tradicionais danças do Dragão e do Leão. Até as 15h, quem passar pelo local poderá conferir também exposições de ideogramas e a distribuição de kits com enfeites, mensagens de prosperidade e o tradicional Hong pao (envelope vermelho).

Um painel vai anunciar a chegada do Ano-Novo que, no Brasil, será comemorado às 14h (meia-noite na China). Às 19h, será realizada uma cerimônia na Assembleia Legislativa com a presença de autoridades e representantes da comunidade chinesa. Na ocasião, haverá apresentações de dança e música típicas.

Terra

Colaborou com esta notícia o internauta Augusto Diniz, de São Paulo (SP), que participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui .

vc repórter

compartilhe

publicidade
publicidade