0

SP abre consulta pública para Linha 18 do monotrilho

Obra vai ligar São Paulo a São Bernardo do Campo, no ABC Paulista

4 jul 2013
13h06
atualizado às 13h09
  • separator
  • comentários

O governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira o lançamento da consulta pública para o edital de concessão patrocinada (PPP) para a prestação dos serviços públicos de transporte de passageiros da Linha 18 (monotrilho). A previsão é a de que a linha ligue a estação Tamanduateí - de trem e Metrô - a São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Serão investidos cerca de R$ 3,5 bilhões na obra, que deverá ser iniciada no próximo ano.

A expectativa é que o edital de concessão da linha seja publicado em setembro e a assinatura do contrato se dê em dezembro deste ano. Serão 14,9 quilômetros de extensão e 13 estações, que sairão de São Paulo e passarão por São Caetano, Santo André até chegar a São Bernardo do Campo. Na cidade haverá integração com um novo corredor de ônibus que será construído pela Prefeitura local. A demanda prevista para a nova linha é de transportar 314 mil passageiros por dia.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que a PPP será integral e irá englobar desde os custos com a desapropriação e imóveis até a operação dos serviços, quando a obra estiver pronta, em 30 meses após a assinatura do contrato. "Essa é uma PPP integral, que vai da desapropriação à operação. Temos um cronograma a seguir para a melhoria dos transportes. A prioridade é a questão dos trilhos. Em abril do próximo ano entregaremos o trecho leste do rodoanel, que deverá tirar pelo menos 17 mil caminhões por dia de dentro das cidades", disse.

O prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), afirmou que o anúncio feito nesta quinta-feira não está diretamente ligado às manifestações por todo o País por melhorias no sistema de transportes das cidades. "Perguntaram se o anúncio era em virtude das manifestações. Caso fosse, o dia de hoje poderíamos transferir para daqui dois anos no mínimo. Iniciamos esse debate em 2008. Foi o debate que pautou para uma obra como essa", disse ele.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), diz que é obra é muito importante para a região metropolitana da capital paulista. "Vem em boa hora. Não foi pensada a partir das manifestações. Não deixa de ser uma boa notícia para São Paulo que sempre quis ter uma via de acesso rápido a São Bernardo do Campo. Vamos atrair investimento, atrair empregos e dar mais conforto àqueles que se locomovem pela metrópole", afirmou.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade