publicidade
15 de maio de 2013 • 14h54 • atualizado às 15h02

SC: em primeiro dia de pesca liberada, 2 toneladas de tainha são capturadas

No primeiro dia da temporada de pesca da tainha, pescadores artesanais conseguiram capturar mais de duas toneladas do peixe na praia do Campeche, localizada na região sul de Florianópolis, nesta quarta-feira
Foto: Fabricio Escandiuzzi / Especial para Terra
  • Direto de Florianópolis
 

No primeiro dia da temporada de pesca da tainha, pescadores artesanais conseguiram capturar mais de duas toneladas do peixe na praia do Campeche, localizada na região sul de Florianópolis.

O período de “defeso” determinado pelos órgãos ambientais acabou nesta quarta-feira. Logo pela manhã, os “olheiros” avistaram o cardume na região do Campeche.  Dois barcos fizeram três cercos e levaram os peixes para a areia. A pesca reuniu dezenas de pessoas: em cada barco, pelo menos 50 homens ajudaram a puxar a rede. Cada um deles ganhou um peixe para levar para casa. A atração da manhã foi a pilha de tainhas que se formou na areia da praia.

A expectativa dos pescadores é a de que safra de 2013 seja bem superior aos dois anos anteriores. Em 2012 foram capturadas apenas 1500 toneladas do peixe, um dos piores desempenhos em uma década. A melhor safra foi a de 2007, quando 6400 toneladas de tainha foram capturadas em Santa Catarina.

A pesca de arrasto de praia pode ocorrer até 800 metros da praia e 300 metros dos costões. A rede de caça de malha só pode pescar a partir de 800 metros da praia. Em Santa Catarina, há 36 colônias de pescadores e a comunidade local, pescadores e turistas fazem um mutirão nas praias catarinense para recolherem a tainha. 

As tainhas vêm da Lagoa dos Patos, no Rio Grande do Sul, e vão até o litoral carioca em busca de águas mais quentes para desovar. De acordo com os dados da secretaria de estado de Agricultura e Pesca, quase 70 % das tainhas são capturadas no litoral catarinense.

Especial para Terra